quinta-feira, 23 de maio de 2013


Como fechar Chakubuku ?

Eu observo nas diversas organizações de Blocos e Comunidades, as dificuldades de fazer com que os convidados tomem a decisão de receber o Gohonzon e oficialmente tornarem budistas, assumindo responsabilidades.

Neste momento, se resolverem, todos os que estão na prática provisória, resolverem receber o Gohonzon, O “Rio + 10” poderia concluir sua vitória.

Apesar de que já havia dito no artigo “Como concretizar Chakubuku”, não estão fazendo direito esta fase importantíssima de processo de conversão.

Início.     Logo após a explicação inicial, deve prosseguir a leitura do Sutra de Lótus, nos capítulos Hoben, Jigague e Daimoku. Porque, os budistas fazerem  Gongyo todo dia, não budistas não fazem. Se os não budistas fizerem  Gongyo todo dia não tornariam budistas ? Então, não fiquem só nas explicações, Comece logo a parte essencial.

Execução de 100 dias de prática provisória.     O ponto mais importante do processo de conversão é esta experiência de 100 dias de Gongyo completo sem falta. Porque, o que convence e motivar os iniciantes  para receber Gohonzon é o benefício inicial. Para que os iniciantes conseguem os benefícios, seria indispensáveis praticar Gongyo e Daimoku sem falta. Se você conduzir os iniciantes estes 100 dias, acompanhando de perto, antes de completar o prazo, todos irão experimentar os benefícios naturalmente. E eles poderão ter condição de tornar oficialmente budistas.

Linha divisória.     As pessoas de prática provisória não são budistas ainda. O que faz eles tornarem oficialmente budistas é o recebimento de Gohonzon. Mas, antes, tem uma coisa muito importante.

O Budismo de Nitiren Daishonin é muito rigoroso na prática da fé exclusiva da mente e ação, uma vez tornando budista, não pode mais continuar frequentando outras religiões, nem pode sentir atraído. Porque se não fazem assim, o caminho para vida feliz ficaria obstruída. Conscientizar este fato importante é a missão de apresentadores e dirigentes. Se abreviar este passo, haverá problemas, mais tarde.

Causa de não conversão.     Quando os iniciantes demonstra resistência para conversão, tem seus motivos: “Ainda não estou preparado”. “Não posso abandonar meu Deus”. “Foi desejo da minha mãe, seguir a religião”. Etc.  Sejam quais forem os motivos, têm que eliminá-los, antes de ir ao passo seguinte.

Grande maioria das vezes não sentiram força do Gohonzon, não praticaram firmes suficientes, Não fizeram Gongyo todos os dias. Não participaram das reuniões e encontros.

Daí, voltamos reconhecer quanto é importante os acompanhamentos.

CONCLUSÃO: Não vamos errar os detalhes de passos, unindo ao torno do líder central e concretizar tão almejado  “Rio + 10” que Sensei está esperando !!!                                    Maio de 2013.                    Eiichi Sago.

 

Para nunca esquecer !

"O que é importante para um líder? É seu avanço diário no sentido de reformar sua própria vida. Uma pessoa presunçosa e imprudente que não se empenha em desenvolver a si mesma e trata os companheiros sem benevolência não pode ser considerada líder da Soka Gakkai.     Daisaku Ikeda.     Maio de 2013.     Eiichi Sago.

 

Chakubuku, bem feito e mal feito.

Para que? E porque fazemos Chakubuku?  Fazemos Chakubuku para salvar as pessoas. Encaminhando e ensinando prática do budismo de Nitiren Daishonin, pessoas podem aprender viver feliz nesta vida.

E mesmo tempo, você que faz este esforço de salvar as pessoas, também acumula grande boa sorte e viverá feliz nesta vida.

Chakubuku sempre foi uma prática importante do budismo de Nitiren Daishonin, não é só agora na época de campanha especial.

Agora, existe Chakubuku bem feito e mal feito, como todas outras coisas de atividades humanas.

Se é que realmente salvar as pessoas, você tem que apoiar, ensinar, orientar e cuidar os candidatos com muito carinho.

No começo da prática, tudo é novidade, têm muitas dúvidas, se não houver acompanhamento dedicado, as pessoas desanimam e desistem fácil, antes de ser salvo. Então não satisfaz objetivo fundamental que é salvar as pessoas.

Fazer Chakubuku só para conquistar maior quantidade de convertidos, seria completamente desviado do objetivo fundamental. Número de conversão é uma comprovação da dedicação e união de sua organização.

Então, vamos fazer bastante chakubuku, para salvar bastante pessoas e acumular bastante boa sorte na sua vida.

Abril de 2013.          Eiichi Sago.

 

Manifestação.

François-Auguste-René Rodin, artista francês do século XIX disse:
“Manifeste a verdade de maneira expressiva e profunda."
"Assim feito, certamente os companheiros virão até você porque o que é verdadeiro e profundo para uma pessoa é também para todas as outras.” Exatamente! Uma vida é prazerosa quando se fixa o olhar claramente na verdade e a expressa sem hesitar".


Daisaku Ikeda                                Maio de 2013.   Eiichi Sago.

 

Para que sermos Budistas ?

"Para que sermos budistas se não nos melhoramos em nada? Para viver fracassadamente, não há necessidade de religião. Se abraçamos o budismo, se abraçamos a filosofia, se somos reais adeptos de Nitiren Daishonin, não podemos viver de forma fracassada, temos que vencer, temos que superar nossos problemas, temos que justificar a nossa existência com realizações! Analisemos nossa prática, nossa sinceridade nas orações, nossa conduta no dia a dia, procurarmos sempre melhorar e partiremos para o infinito de nossos Sonhos!"               Daisaku Ikeda.

Maio de 2013.          Eiichi Sago.

 

 

sexta-feira, 3 de maio de 2013


Rio, 1993-2013.

Já se passaram 20 anos desde que o Sensei esteve aqui no CCRJ. Analisando o progresso da organização carioca, não teve muito progresso. Quantidades dos Kaikans são iguais, fizeram Chakubukus, mas, não aumentaram muitas famílias no Tokan, impressos e cotas de kofu também não foram proporcionais.

 Comparando com os outros índices; A economia do Brasil tem melhorado muito nos últimos 5 anos, ganho do povo aumentou, as infra estruturas também têm melhorado muito. Por que a nossa organização do Rio de Janeiro não teve progresso proporcional?

A inauguração da Sede Central da Soka Gakkai  já está definida para o dia 18/11/2013.  No Japão. Para solidificar Kosen Rufu do Mundo.

Agora é a época que os discípulos comprovarem com vitórias. Ser líder não é fácil, líder é aquele que impulsionar as lutas do Kosen Rufu, sempre deve ter postura de “Acabou a moleza!”

Temos na nossa frente Kofu especial para Escola Soka em Maio, Concluir Rio + 10, este ano, Construção da organização melhor e sua manutenção etc. Se deixou cair, alguns números de vários índices, não objetive para recuperar, supere o melhor do passado.

Desentendimento, Onshitsu, desarmonia e outros problemas na organização desmotivam nossos membros para a luta do Kosen Rufu. E impossível desempenhar nas lutas com essas coisas. Eliminar as causas e construir Itai Doshin é a base. Então, vamos agir rápido, atirando de cabeça, entrando no local, se necessário, peça ajuda dos dirigente superior e resolve.

Para conquistar grande progresso, o mais importante é você ter valores humanos.  Se você tem os elementos humanos bem preparados e motivados você será sempre vitoriosos. Então, Idealize, planeje os cursos de capacitação com ótimos conteúdos, da Coordenadoria, das Subs, Áreas, Distritos e assim em diante, treinem suas pessoas para realizar grande façanha que nunca foi vista até hoje.

 Maio de 2013.                Eiichi Sago.

 

 

 

segunda-feira, 8 de abril de 2013


Kosen Rufu do Rio de Janeiro.

“Kosen Rufu do Rio de Janeiro”, existe palavras e frase, assim como “Prezar cada pessoa”,  mas, como é que colocar isso em prática? Como vamos concretizar isto tornar uma realidade no nosso meio? Quem vai fazer? O que é o mais importante? Como é que faz para que isto torne uma onda gigante que envolve todos, membros, dirigentes, veteranos, novatos, até os convidados. Como na época das 10 mil famílias?

O Mais importante é a pessoa, pessoas que lutam e realizam o Kosen Rufu. Pessoas com vontades, pessoas voluntárias, as pessoas com paixões, pessoas que lutam, pessoas que se mexem... Temos que aumentar as quantidades e qualidades destas pessoas. Quem vai aumentar quantidades e qualidades destas pessoas? Na minha época de recém convertido no Japão, Sob a liderança do Toda Sensei, todos os dirigentes estavam dedicando para criação de valores do Kosen Rufu do Japão, e todos eles eram bons Senpais. (Senpai em nossa língua é veterano com forte desejo de criar outros valores, e se dedica para isso). Entretanto, hoje aqui no Rio de Janeiro, muitos dirigentes ficam presos só nos serviços burocráticos, não tem tempo para atender os que têm interesse de conhecer mais, crescer mais. Ou, não estão interessados de criação de valores novos na organização. Ainda, pior que não quer que cresçam outros para não perder seus lugares. Infelizmente, nem todos dirigentes são bons Senpais.

Minha esperança é o sistema de relacionamento de Senpai-Koohai,(Koohai é novatos que têm forte espírito de procura, realmente desejam tornar excelentes líderes da organização e da sociedade).Que existe tradicionalmente na organização de Soka Gakkai, Para ser seus Senpais, não são necessários pertencentes da mesma organização, nem da mesma divisão, e não se limita um só. Você pode procurar na distância que você alcança em todas as divisões das todas as organização, Quantos que quiser.

Saída seria você mesmo procurar bons Senpais. Já sabe que é uma tarefa difícil, porque, está faltando quantidade absoluta de bons Senpais. Mesmo que você com muita boa sorte, achasse um ou dois bons Senpais, nem todos têm mesma sorte. Porque bons Sempais são espécie em extinção, hoje em dia.

Então, conclusão que estou chegando seria de aumentar vertiginosamente as quantidades de pessoas que querem tornar os voluntários e candidatos para serem bons Senpais, e aprimorarem para ser um bom Senpai, no âmbito do Rio de Janeiro e nas localidades de mundo inteiro.

Aí, Todos os dirigentes tornarem e serão bons Senpais de 2, 3, 5, e dezenas de Koohais que crescem para serem ótimos líderes. E realizar aquele sonho do Toda Sensei que diz: “Soka Gakkai luta com o Castelo de Valores”.

Março de 2013.          Eiichi Sago.

 

quarta-feira, 13 de março de 2013


A voz executa o trabalho do Buda.

Maravilhosa declaração de San Martin: “Dez homens gritando fazem mais barulho do que cem mil que permanecem em silêncio.”  Assim como dizemos no budismo, “A voz executa o trabalho do Buda.” (Gosho Zenshu, pág. 708.)

A pessoa que fala é mensageira do Buda. A lei budista de causa e efeito é muito rigorosa. O budismo ensina que se não bradarmos pela verdade e pela justiça agora, em nossa próxima existência poderemos nascer em um estado de vida inferior e sermos intimidados — tal como o de uma rã paralisada por uma cobra, um pequeno pássaro vítima de um falcão, ou um rato caçado por um gato.

Portanto, vamos lutar contra os inimigos do budismo! Vamos bradar pela verdade e pela justiça!

Texto da sra. Wlaisa Fior.          Janeiro de 2013.           Eiichi Sago.

segunda-feira, 4 de março de 2013


Toda Sensei.

Professor Jossei Toda, meu mestre da vida, costumava dizer: “Tornarmo-nos felizes não é nada. Isso é fácil. A essência da fé, no entanto, é ajudar os outros a se tornarem felizes também.”

 

Texto de sra. Wlaisa Fior.          Janeiro de 2013.          Eiichi Sago.





Ajudar outros?
Sabemos que o maior ajuda que possamos fazer aos outros é o chakubuku. Para chegar ao lugar dos tesouros, tem que atravessar mares e montanhas com mil dificuldades. O portão também, só abre as horas determinados, mas, também tem atalhos, querem saber? Humanos não vivem sozinhos, diariamente tem contato com centenas de outros humanos. Entre eles, muitas pessoas estão com dificuldades, outras pessoas estão sofrendo por diversos motivos, ainda há gente que está com problemas difíceis de solucionar. Nossas felicidades são basicamente porque nós conhecemos fonte da solução de todas as dificuldades. Então, porque não compartilhamos a maior chave das soluções de problemas com todo mundo? Como começar? Só ensinar e encaminhar. E as pessoas podem solucionar seus problemas por si, a lema da BSGI não é prezar cada pessoa ? Não vamos esquecer que nós somos bodhissatvas da terra. Estamos aqui p/ ajudar e salvar as outras pessoas. Não é somente chakubukus e as atividades são os exercícios budistas Keta, tem atalhos: trocar ideias, incentivar de coração, dar força, elogiar as virtudes etc. mesmo pessoas que ainda não conhecem o budismo, tem mil e uma maneira de começar ajudar. Quem sabe, ali poderia ser o início dos novos chakubukus, não é? Dezembro de 2012. Eiichi Sago. Ajudar outros ? Tem Lugar do tesouro, p/ chegar lá, tem que atravessar mar e montanha com mil dificuldades. O portão também, só abre as horas determinados. Mas, também tem atalhos, quer saber ? Ser humano não vive sósinho, diáriamente tem contato com centenas de outras pessoas. Entre eles, muita gente estão com dificuldades, outras pessoas estão sofrendo por diversos motivos, ainda há gente que está com questionamentos difíceis de solucionar. Nóssas felicidades são básicamente porque nós conhecemos fonte da solução de todas as dificuldades. Então, porque não compartilhamos a maior chave das soluções de problemas com todo mundo ? Só ensinar e encaminhar. E as pessoas podem solucionar seus problemas por si, a lema da BSGI não é "prezar cada pessoa." ? não vamos esquecer que a nossa essencia é Bodhissatva da terra(enviado do buda). Estamos aquí p/ ajudar e salvar as outras pessoas. Não pense que sómente chakubuku e atividades que o exercício budista KETA. Tem atalhos: trocar idéias, incentivar de coração, dar força elogiando a virtude etc. mesmo pessoas que ainda não conhecen o budismo, tem mil e uma maneira de ajudar, quem sabe ali poderia ser o início do novo chakubuku ? Não é ? 7 Ajudar outros ? Tem Lugar do tesouro, p/ chegar lá, tem que atravessar mar e montanha com mil dificuldades. O portão também, só abre ás horas determinados. Mas, também tem atalhos, quer saber? Ser humano não vive sozinho, diariamente tem contato com centenas de outras pessoas. Entre eles, muita gente estão com dificuldades, outras pessoas estão sofrendo por diversos motivos, ainda há gente que está com os problemas difíceis de solucionar. Basicamente nossas felicidades, porque nós conhecemos fonte da solução de todas as dificuldades. Então, porque não compartilhamos a maior chave das soluções de problemas com todo mundo? Só ensinar e encaminhar. E as pessoas podem solucionar seus problemas por si, a lema da BSGI não é "prezar cada pessoa."? não vamos esquecer que a nossa essencia é Bodhissatva da terra(enviado do buda). Estamos aquí p/ ajudar e salvar as outras pessoas. Não pense que somente chakubuku e atividades que o exercício budista. Keta tem atalhos, trocar ideias, incentivar de coração, dar força elogiando a virtude etc. mesmo que as pessoas que ainda não conhecem o budismo, tem mil e uma maneira de ajudar, quem sabe ali poderia ser o início do novo chakubuku ? Não é ? Abril de 2012. Eiichi Sago.

quinta-feira, 24 de janeiro de 2013

Kosen Rufu


Kosen-Rufu p/ você?

Temos Kosen-Rufu do mundo, do Japão, do  Brasil, da BSGI, do Rio de Janeiro, do seu bairro.  Ainda, Kosen- Rufu do Sensei.

E o seu? É bom pensar um pouco não?

Nenhum de nós, não vamos presenciar o Kosen-Rufu  propriamente dita pelo menos nesta existência. Então, como seria sua luta de Kosen-Rufu? Nossas vidas são feitas de cada instante. Nós fazemos uma espécie de  Gokuyo desses instantes fazendo gongyo, chakubuku, visitas e atividades. Naturalmente não podemos fazer de tudo, por isso que a gente se ume com os companheiros e cada um cuida dos seus cantos. Daí a união é indispensável. Então, qual é o seu canto? O que é que você pode fazer durante duração da sua existência? Você já fez  planos?

Se você não delinear e definir seu plano de ação, o tempo passa rapidinho e quando você percebe, não dá mais tempo.

Nós aprendemos na organização, fazer plano e executar o plano com sucesso, não? ...   Naaão?!  Você está falido!

Vamos fazer o plano, vamos colocar em execução para já, se não, não dá tempo heim? Quando terminar os nossos tempos e voltamos juntos do Nitiren Daishonin, o que vamos relatar?  Como poderia explicar os nossos fracassos?  Só coçar a cabeça?  Não dá né?  Pense nisto!

Agosto de 2012.     Eiichi Sago.

 

 





Natureza do budismo.

 

"O Budismo não ensina teorias abstratas, ou um modo de vida covarde de se apegar constantemente a algo para sobreviver. Por outro lado, não torna o indivíduo egoísta a ponto de ele mesmo acreditar arrogantemente que “eu sou o dono da verdade e mereço consideração”. Se a pessoa acreditar na grandiosa força vital inerente em sua vida, simultaneamente compreenderá que a mesma força vital existe na vida de todas as outras pessoas. O Budismo ensina que devemos valorizar a vida dos outros da mesma maneira que valorizamos nossa própria vida.”

Fernando Martins. BS 02/07/11.

Janeiro de 2013.          Eiichi Sago.