sábado, 8 de dezembro de 2012

Como concretizar chakubuku ? 2012, 3ª parte


Como concretizar chakubuku ? 2012, 3ª parte.


Raciocínio Lógico.

Vamos ver algumas questões matemáticas? Vamos pensar juntos?

1)    União faz força.

Convidado  x  Você  =  muitas dificuldades.

Convidado  x  Você + Companheiros + Reunião bem elaborada + Ambiente agradável + Instrutor bem preparado + Argumentos poderosos + Carinho e sorrisos das pessoas + etc.  =  Sucesso de convencer.

2)    Diferença entre budistas e convidados.

Budista  =  Faz gongyo diários.

Convidados  =  Não fazem gongyo diários.

Se Convidados  =  Fazem gongyo diários  =  Budistas praticantes.


3)    Continuidade no comparecimentos.

      Comparecimentos esporádicos = ideias fragmentadas do budismo +

      Cheios de dúvidas.

      8 semanas consecutivas nas reuniões = Visão geral e idéias corretas             do budismo e de SGI. 

Prática provisória.  (Teste de 100 dias ). Oração diária de manhã e de noite, durante 100 dias = Benefícios iniciais = Espírito de gratidão = Desejo de receber gohonzon.       

Como convencê-lo a fazer tudo isso?     

Explanações poderosas do instrutor = Manual do instrutor + Treinamento dedicado = Paixão e convicção do instrutor + Acompanhamento assíduo  e incentivos calorosos de apresentadores e membros.

Onde se encontra o Manual do Instrutor?

O manual do Instrutor é o conjunto de ideias e soluções das questões levantadas anteriormente e poderá encontra-las em seguida neste artigo. É só prosseguir em sua leitura, não parem agora!

Reunião de chakubuku infalível!

Suponhamos que no suas localidades da organização houvesse reuniões semanais de chakubuku de excelentes conteúdos, de instrutores bem preparados com argumentos poderosos. De ambientes agradáveis de muitos sorrisos e de alto astral, de pessoas simpáticas e carinhosas. Todos os convidados saíssem dalí, que a pratica budista é uma coisa boa e muito útil. Não ajudaria?

Então, vamos montar essas reuniões. Vamos !

Continua no próximo parte 3.             Setembro de 2012.          Eiichi Sago.

 

      

Nenhum comentário:

Postar um comentário