segunda-feira, 3 de dezembro de 2012

Como concretizar chakubuku ? Edic. 2012 - part. 1

 
Como concretizar [chakubuku] ? 2012, parte 1

Nota do Autor,  Eiichi Sago.

Prezados companheiros.
Este material foi elaborado a partir de contínuas pesquisas, experiências e observações, coletadas nas reuniões semanais experimentados, durante o período de 1 ano sem interrupções, com o objetivo de realizar chakubuku com sucesso.Estas propostas e observações são algumas das conclusões comprovadas que possa compartilhar com todos que interessam a luta do Kosen-Rufu. Existem muitos blocos e comunidades que já alcançaram êxitos pelos próprios métodos, sua eficiência já foi comprovada em várias localidades. Este material não pretende lançar um modo padronizado de fazer  chakubuku, apenas mais uma tentativa. 

Uma pergunta...

O budismo acredita em Deus ?

Esta pergunta que parece inocente e sem fundamento, mas, se você não estivesse preparado, Você se entope aí e até arruinar toda reunião.

Se responder “não”, quem perguntou pode achar que o budismo é algo ruim. Se responder “sim”, Como é que você irá prosseguir?

A pergunta pode não ter muito sentido, mas a resposta deve ser muito sábia... 

Onde poderiam estar erros?

Muitos se queixam: “Eu divulgo muito, mas, não consigo meus chakubukus receberm o gohonzon!” Ou, “Eles até recebem os benefícios, mas, depois somem ! ?...  Sabem onde erraram ?
 Maioria das vezes,  demoraram no processo de prática provisória. No caminho da prática provisória exige uma mudança radical da vida dos iniciantes, uma espécie de choque cultural.  Eles não se tornam praticantes ativos em pouco tempo. O entusiasmo inicial esfria rapidamente, e depois tornam se tudo muito mais difícil.
Outro erro, muito cometido é oferecer um pedaço de papel escrito o daimoku, Existe até papel impresso em forma de cartão em cores e tudo por aí...  Se um pedaço de papel concretizasse o chakubuku, seria fácil de mais. Se for como uma das maneiras auxiliares e não depender só disso, teria suas utilidades. Mais ainda, simples recitação do daimoku sem acompanhamento adequado, realmente transforma o iniciante a ser um budista praticante assíduo?
Se você não cuidar como carinho da mãe, torna tudo mais difícil para ele. Deve conduzir ao lado dele até tornar um budista autêntico.
Na verdade, você ainda não o salvou. Pior quando ele recebe os benefícios só com recitação de daimoku... Aí a porca torce o rabo.   Ele acha que não tem necessidade de aprender Gongyo, receber o Gohonzon, participar das atividades, impresso, kofu etc...
Tudo isso de problemas, porque você não ensinou a prática correta e integral desde o início!
Além do mais, o daimoku é a origem de todos os budas do universo e o maior segredo do verdadeiro budismo. É importante que todos nós tenhamos mais respeito e elevada consideração.
São alguns erros cometidos frequentemente.
Se há erros cometidos, deve haver as maneiras corretas também.  Quais seriam?  (continua na próxima semana, como parte, 2).   

 Julho de 2012.       Eiichi Sago.

 

Nenhum comentário:

Postar um comentário