segunda-feira, 24 de dezembro de 2012

Como concretizar. 2012. parte 13.


Como concretizar. 2012. parte 13.

3 obstáculos e 4 maldades. (Sansho shima).

No caminho dos exercícios budistas você vai encontrar muitos obstáculos e dificuldades.

Estas dificuldades aparecem por seu objetivo maior que chega à condição de aprender viver feliz e fazer outros felizes.

Quando decide ingressar na faculdade. Vem dificuldade inerente a este objetivo. Acordar cedo, estudar mais, dormir mais tarde, fim de semana não é mais livre, namorar menos, vencer à preguiça, aguentar as pressões da família etc. você tem que vencer estas dificuldades, se for fraco, não conquistará objetivo.

Se você desistir no meio do caminho, neste instante, todas as dificuldades desaparecerão, entretanto, você se tornará um fracassado não consegue realizar o seu objetivo.

Nitiren Daishonin disse na “Carta aos irmãos Ikegami”,  “Se professar o verdadeiro budismo, Sansho shima surgirão em sucessão. Por este motivo, jamais deverá ser influenciado ou amedrontado por eles. Se cair sob suas influências, será levado ao caminho do mal. Se ficar amedrontado por eles, será impedido de praticar o ensino do verdadeiro budismo”.

Se você não desistisse dos todos os objetivos que fez até agora, você não estaria muito melhor do que esta?

Quantas e quantas vezes nós desistirmos dos nossos objetivos que foram importantes para nossas vidas no meio do caminho?

Então, desta vez em diante, nunca vamos desistirem frente de quais querem obstáculos e dificuldades. Vamos aprender viver feliz definitivamente.

Como praticar o budismo? (Jigyo keta).

No budismo, todo esforço é canalizado para evidenciar uma capacidade ilimitada que cada ser humano guarda no seu interior. Com isto, construiremos o seu eu forte, corajoso, sábio, persistente, benevolente e muito mais  humanos.

Para atingir este objetivo, temos que fazer dois tipos de exercícios que colocamos em práticas todos os dias. Jigyo e Keta.

·        O 1º é o Jigyo, prática para si que consiste em orações diárias direcionadas ao gohonzon.

Suas forças positivas se evidenciam e fortalecem, aumentando o brilho das suas virtudes humanas. É uma fonte de energia vital que você necessita para encarar dura realidade cotidiana. É como se carregasse a bateria da vida, acumulando energia necessária para batalha contra adversidades do dia a dia. Portanto, temos que fazer orações com muita seriedade e alegria no coração.

·        O 2º é o Keta, prática altruística, ou, prática para outros. Se todo ser humano possui a capacidade e a vocação de viver feliz, você está descobrindo o caminho certo, por que não mostra este caminho para os outros também? Encaminhar as outras pessoas para o budismo é ato mais nobre que um ser humano possa fazer aos seus semelhantes. Nós budistas somos profundamente gratos aos nossos apresentadores. Se não fossem por eles, possivelmente não encontraríamos o caminho para felicidade até hoje.

Desde a época do Sakyamuni, os budistas sempre viveram no meio do povo, tentando despertar para cada um aprender viver forte e feliz.

Aqueles monges que isolaram nas montanhas e praticaram somente meditação, etc. São das seitas que desviaram dsa verdadeiras intenções e espíritos do Sakyamuni.

Fazer chakubuku produz grandes benefícios, imediatamente aumenta sua energia vital e gradativamente transforma seu mau carma acumuladas no passado.

Nitiren Daishonin disse “Na escuridão, se você acende uma lamparina na frente de outra pessoa, acaba iluminando sua frente também”. Apesar de vivem sofrendo, seus familiares, parentes, amigos e colegas, guardam no seu interior, uma grande força para lutar e vencer quaisquerem  adversidades desta vida.   Pode ser que você seja única possibilidade de eles conhecerem esta força para transformarem suas circunstâncias e vivam felizes.

Quando os senhores voltarem neste encontro na semana que vem, tragam seus parentes, amigos e colegas, estaria fazendo maior e mais nobre ato que um ser humano pode fazer para outro.

Jigyo e Keta,  são como as duas rodas de uma carroça, se faltar uma, a carroça não sai do lugar. Vamos colocar as duas roda de Jigyo e Keta em funcionamento e avançar na estrada da felicidade?

Fim da parte 13.  Continua na parte 14.  Novembro de 2012.  Eiichi Sago.

 

 

Nenhum comentário:

Postar um comentário