quinta-feira, 27 de dezembro de 2012

Como faz Chakubuku-2


Como faz Chakubuku-2
(Diálogo entre um Sábio e um homem comum)

 

Era uma vez...

Um Sábio e um homem comum estavam dialogando...

 

Viver feliz, e morrer feliz, são desejos de todos os humanos. Isso é difícil?

É muito difícil, porque tem gente que nasce com circunstância favorável e tem gente que nasce com circunstância desfavorável.

—É, mas isso não pode mudar?

Não pode, porque cada um deve nascer com seu destino definido, e, além disso, a maré de sorte pode mudar, não pode? Por isso é muito difícil.

—Então, como é que faz?

O jeito é aprender.

-- Aprender o que?

--Aprender como viver feliz.

--Como?

--O budismo explica: os humanos nasceram neste mundo para viver felizes e se divertirem.

Por que então, a maioria deles não vivem felizes?

Porque, não sabem como viver feliz.

Isso se pode saber?

--Sim, procurando é que se acha.

Eu posso saber também?

Claro, se você procurar, você acha!

—Espera aí, Deus então, entra onde?

Deixa Deus aí: você não quer aprender? Então, aprenda primeiro, depois você vai saber o que fazer.

 

Tá bom. O que faço?

Aprender é saber aceitar novidade sem questionar. Se você questionasse tudo que não sabia até então, como é que ficaria? Não sairia do lugar onde está.

E tem de colocar em prática, tudo que irá aprender daqui para frente: se os alunos não frequentam a escola, não fazem os deveres de casa, como é que eles podem aprender?

Entendi. Aprender a viver feliz é como frequentar a escola?

É sim. A organização é como escola. Os veteranos e dirigentes são como professores, e o Budismo é a própria matéria escolar.

—Obá! Se eu me esforçar, posso até ganhar diploma?

—Ah! Sim. O diploma é a própria comprovação de você viver feliz.

Vou fazer!

Lute bastante. Não seja preguiçoso, não desvie do caminho, e desempenhe-se bem. Com pouco tempo você estará na turma mais avançada!

E viveram felizes para sempre...

 

Dezembro de 2012.           Eiichi Sago.

 

 

 

Nenhum comentário:

Postar um comentário